Essa é a maneira certa de calcular os custos indiretos de uma obra com steel frame

Essa é a maneira certa de calcular os custos indiretos de uma obra com steel frame

O assunto desse artigo é voltado principalmente para construtores, empresários e empreiteiros que desejam começar uma carreira de sucesso no mercado da construção a seco e se destacar da concorrência montando um negócio consolidado de obras com steel frame. 

Como começar a calcular os custos do steel frame

A primeira dica importante para começar é: às vezes, ao longo do ano, acontece a maratona do orçamento perfeito (MOP), que é um evento que online e  ao vivo em que eu faço o orçamento de uma obra de steel frame em passo a passo com você e mostro que esse tipo de construção pode ser sim do mesmo preço, ou até mais barato, do que a alvenaria. Então, se você quiser saber mais detalhes, fique atento nas nossas mídias sociais!

A segunda dica é sobre quando começamos a falar de custos.

Quando você faz o orçamento de uma obra com steel frame, você deve sempre, em todos os momentos, separar os custos indiretos dos custos diretos. Isso acontece porque, em obras convencionais, a diferença entre material e a mão de obra é normalmente de 50/50, e essa divisão entre valores aumenta os custos indiretos da mão de obra e também dos materiais.

Já quando a obra é feita com steel frame, a proporção é diferente e fica 80/20, ou seja, 80% material e 20% mão de obra. Consequentemente, os custos indiretos com a mão de obra caem consideravelmente.

Quais são os custos indiretos de uma obra com steel frame?

Os custos diretos e indiretos das construções de steel frame são diferentes das construções tradicionais. O custo direto é, basicamente, o custo bruto, tanto do material quanto da mão de obra.

Já quando falamos do custo indireto, nós podemos dividi-lo em várias partes. Alguns exemplos são: os tributos, como FGTS, INSS, ISS, PIS, Cofins, etc (que é a tributação em cima de materiais e da mão de obra); e  temos os custos indiretos ligados ao material, que são o frete, o armazenamento, o transporte horizontal e vertical e por aí vai.

Com relação aos custos indiretos, o Steel frame sai muito mais barato do que uma construção tradicional, pois a obra de steel frame é, em média, cinco vezes mais leve do que uma obra tradicional, e isso impacta diretamente no transporte dos materiais e no frete. Portanto, em uma construção tradicional você tende a gastar 5 vezes mais do que uma obra com Steel Frame.

Estar atento a esses detalhes é importante porque, na hora de fazer um orçamento, algumas pessoas esquecem de levar em conta o frete, e muitas vezes ele pode inviabilizar ou viabilizar toda uma construção. Neste âmbito, o Steel Frame é muito viável em diversas regiões do Brasil, justamente por causa do frete, que geralmente custa uma fortuna no nosso país.

Outro ponto é que dependendo da construção em que você esteja trabalhando, existem problemas com transporte vertical e horizontal dentro da obra. Isso é quando, por exemplo, precisa-se de um Munck, de uma cremalheira ou de uma mini grua para carregar determinados materiais, e tudo isso é custo.

Quando falamos de obras com steel frame, todos os materiais são leves (uma placa de gesso pesa 8 kg/m², por exemplo) e é possível trabalhar com transportes quase 100% realizados na mão, sem necessidade de equipamentos especiais para carregar peso.

Outro ponto é o transporte horizontal, porque, menos material e menos volume é igual a menos viagens e menos custos. Temos também menos custos de serventes com mão de obra e de ferramentas, portanto, a ligação do peso aos custos indiretos relacionados à material, traz muita economia relacionada ao frete e muita economia relacionada aos transportes horizontais e verticais.

Ainda com relação aos custos indiretos relacionados a mão de obra, o Steel Frame precisa ser, pelo menos, três vezes mais rápido do que uma obra de alvenaria tradicional, portanto, a maior parte dos seus custos indiretos são relacionados a mão de obra, e são: transporte e alimentação (isso quando não tem hospedagem, no caso de obras em locais longes).

E quando você tem uma obra que dura menos tempo, isso quer dizer que você tem menos custo com transporte, hospedagem e alimentação.


Leia também!


Qual a relação do número de pessoas no custo indireto com mão de obra?

Um ponto muito importante é que o volume de pessoas necessárias para se realizar uma obra de Steel frame normalmente é de 25% do volume de pessoas necessárias para se executar uma obra de alvenaria tradicional.  Por exemplo, se uma obra de alvenaria tradicional precisasse de 12 pessoas, em uma obra de Steel frame nós precisaríamos apenas de três pessoas.

É uma diferença muito grande que você deve levar em conta porque é isso que vai influenciar no seu custo geral da obra. 

Obras com Steel frame possuem materiais mais caros que os da alvenaria, é verdade, mas no final, as obras ficam mais ou menos o mesmo preço, já que na tradicional você coloca mais dinheiro em mão de obra e nas obras de Steel frame você coloca mais dinheiro nos materiais.

E o que fica com você quando uma obra acaba não são as pessoas que construíram, mas são os materiais.

Para uma obra com Steel frame os custos indiretos são importantíssimos. E o grande problema do mercado é que a maioria das pessoas não sabem orçar uma obra de Steel Frame, portanto, pare e pense empresarialmente sobre seus custos indiretos nas construções para você ser capaz de ver o que vale ou não a pena ou nas suas construções.

Aumente o seu lucro e aprenda a fazer orçamentos perfeitos para obras com steel frame

Se você ainda acha que Steel Frame é caro, já está cansado de brigar com a concorrência e ver pouco resultado no final das suas obras, essa é a sua oportunidade de mudar o jogo.

Tudo começa pelo orçamento!

Um orçamento certo é garantia de lucro. Um orçamento errado faz você perder dinheiro antes mesmo da obra começar, já parou para pensar nisso?

E você, o que você quer hoje? Mais dinheiro e mais lucro ou menos dinheiro e prejuízo em suas obras?