Por Dama do Gesso

Os bombeiros hidráulicos e os bombeiros eletricistas amam o Steel Frame de paixão. Você sabe por que eles vão amar Steel Frame? Você sabe como é que funciona o trabalho de um eletricista ou de um bombeiro hidráulico em uma construção tradicional? Pois bem, é sobre isso que eu vou falar com você agora.

Ele tem uma parede alvenaria que ele vai ter que desenhar, fazer a marcação com o lápis,  e aí depois ele vai quebrar ela toda, fazendo o desenho de onde aquela tubulação vai passar. E o que ele faz depois? Ele encaixa o tubo exatamente naqueles espaços que ele quebrou da alvenaria.

Ele vai ter que chumbar, vai pegar uma massa, cimento e areia, e ele vai e chumba e cobre o tubo. Aí depois, sim, ele vai passar o fio, vai começar a botar as saídas dos bocais das águas ou do esgoto, que seja. É assim que funciona o trabalho para esses caras.

Lista VIP no Whatsapp
Alunos da Imersão fechando uma parede de Drywall.

Você sabe como é o processo da galera que trabalha com Drywall e Steel Frame?

É simples! Temos a nossa estrutura de steel frame e tem os nossos perfis. O que fazemos? Colocamos uma placa de um lado e do outro lado não colocaremos outra placa. E o que o nosso instalador, nosso eletricista, o nosso bombeiro faz? Ele simplesmente vai pegar aquela tubulação, vai colocar entre os perfis e, quando tiver que cruzar o perfil, já tem um furo feito bonitinho para ele. É isso que faz um profissional amar Steel Frame!

E se não tiver o furo?

Ele vai com a serra copa rapidinho e faz o furinho só ali onde ele precisa.

O que é mais fácil? Você quebrar, colocar o tubo ou você simplesmente colocar o tubo e passar nesses furinhos? Fala sério, né? Não tem nem comparação. É muita facilidade, muita agilidade, é muito controle de qualidade. É um negócio fora de série. Não tem comparação de verdade. 

E eu vou te dizer mais: eles amam mais ainda no sistema pelo simples fato de que quando você está fazendo uma obra e o cara fala: “Uhm, essa tomada não ficou boa aqui, eu queria botar ela mais para lá”. Ou então: “Uhm, vamos esticar? eu quero um ponto de tomada aqui e outro ali”. 

É um inferno qualquer alteração que você tem que fazer em uma construção tradicional. Você tem que quebrar tudo de novo. E às vezes aquele tudo que você já passou pela parede, precisa arrancar ou vai largar o tubo lá. Aí ele vai ter um tubo perdido. Um dos dois vai acontecer.

Quando você trabalha com Steel Frame, não. É tudo oco, é tudo aberto. Até se você já tiver colocado a placa de fechamento, você desaparafusa a placa e depois usa ela de novo. Você não perde material. Tá aí mais um motivo para você amar Steel Frame!

A única coisa que você tem que tomar cuidado é a seguinte. Não tem esse furinho que eu mostrei para você, que é onde a tubulação passa? Esse furinho aqui é aço. Esse aço aqui corta, então normalmente a gente tem que trabalhar com um protetor de plástico que a gente coloca no furinho para evitar que a minha tubulação de PVC, meu conduíte, com a movimentação, com a trepidação da tubulação, acabe estourando por estar batendo com o aço.

Ou então se você tem uma tubulação que é de ferro, cobre, alumínio, que seja, fica em contato com o aço e depois haja alguma reação química que pode gerar corrosão.

Esse é o único cuidado e esse é o único possível problema que pode acontecer em uma obra sua de Drywall e Steel Frame com a parte das instalações. 

Botar um pedacinho de plástico aqui para proteger, é só isso? É só esse o cuidado que você precisa tomar.

É por isso que eu falo: bombeiros e eletricistas amam Drywall, amam Steel Frame e se pudesse, só faziam o sistema deles no nosso tipo de construção. É muita evolução construtiva.

Agora eu vou até contar uma história, com relação a isso, que chega a ser até engraçada. E por que é que eu sei que é muito mais fácil você passar a instalação em drywall e steel frame do que em alvenaria? 

Eu já comentei algumas vezes aqui no canal que eu morei em uma casa de alvenaria. Hoje eu tenho uma casa de Steel Frame. 

Mas no tempo em que eu morei nessa casa de alvenaria, eu não esqueço. Teve uma época que começou a ter infiltração na parede atrás da parede do meu banheiro e dava até para o corredor da casa. 

Minha mãe estava agoniada: “Helena, chama alguém para consertar essa infiltração!” Vai começar a quebrar esse negócio, vai sair uma poeira só, vai ser aquela lama, ainda que vai estar com água e vai ter que trocar o tubo dessa casa, que era um tubo de ferro velho. 

Eu falei: “Meu Deus, mãe, vai dar muito trabalho!”. Eu sabia que ia dar trabalho e eu ficava adiando de consertar aquilo. 

Não deu outra! Fui lá, chamei o cara e o pedreiro ficou literalmente quase duas semanas para consertar uma infiltração de um tubo que tinha estourado.

E se fosse no Drywall ou Steel Frame, o que ia acontecer? Ele ia chegar lá, cortar a placa, consertar o tubo em um dia. No dia seguinte ele ia lá botar a placa, fazer o acabamento e tudo bem. No terceiro dia, ele ia lá só pintar e dar o acabamento final. 

Sabe aquele problema que você fica enrolando e não quer resolver? É o que acontece quando você tem uma casa de alvenaria.

Entendeu a diferença de uma complicação e de outra complicação? Entendeu o único cuidado que você precisa ter, que é com isso daqui? Agora tenho certeza que você vai amar Steel Frame!

Se você gostou do nosso conteúdo, eu tenho uma dica para você.

Conheça o nosso curso O BOOM DO STEEL FRAME.

Aprenda quais são as 20 táticas que me ajudaram a alavancar com meus negócios, me possibilitando ter mais de R$100 milhões em obras antes dos meus 30 anos.

Clica no link aqui embaixo para mais informações.

Saiba mais sobre o BOOM do Steel Frame