Como colocar piso em laje de steel frame

O jeito certo de colocar piso cerâmico em lajes de steel frame

Uma das maiores preocupações em obras com steel frame é: instalações de pisos cerâmicos antes ou depois da verticalização da estrutura? Qual o jeito certo? Por isso, a dica de hoje será sobre qual o jeito certo de colocar pisos no steel frame e como você pode fazer para não cometer o mesmo erro que eu cometi quando comecei… e já adianto que o assunto é sério, porque se a instalação não foi feita do jeito certo, você perde o piso, perde a laje, perde tudo. 

Essa é uma das etapas mais chatas quando se trata de obras de steel frame, justamente porque nós, brasileiros, gostamos de botar piso cerâmico em tudo: no chão, na parede e se bobear até mesmo no teto.

Não cometa o mesmo erro que eu cometi!

Mas primeiro vou começar contando uma história real de uma das minhas primeiras obras. Então, se você já conhece os meus cursos, sabe que a Imersão de Steel Frame acontece na fábrica GypSteel, e lá dentro da fábrica existe um alojamento, onde ficam os alunos.

Inicialmente, o alojamento foi feito para hospedar os profissionais que iam para a fábrica quando havia algum tipo de obra muito grande a ser feita. E, quando falamos de estruturas pré-fabricadas, normalmente há muitas pessoas trabalhando. Mas hoje em dia, este alojamento é usado apenas por alunos.

Mas antes do alojamento ficar pronto, eu e minha equipe vimos que já tínhamos determinados materiais disponíveis, uma laje treliçada de steel frame e sistema de treliças já prontos. Até aí tudo estava perfeito, até que colocamos o piso OSB e, em cima do piso OSB, colocamos as placas cimentícias, assim como mandam os manuais. Contudo, não existia adendos avisando que precisaríamos colocar a lona terreiro entre a OSB e a placa cimentícia… já consegue ver o primeiro erro?

A placa OSB não pode pegar umidade, apesar de resistir a campo aberto até no máximo dois meses. Passado esse tempo ela começa a puxar água e estufar, e perder as propriedades de anti-chama, anti-cupim, resistência, etc. 

Então, na nossa laje do alojamento, colocamos a placa OSB, a placa cimentícia de 6 mm e o piso cerâmico direto, fazendo o assentamento como a ACI que tinha sobrado de outra obra. Consequentemente, quando a equipe de limpeza ia limpar o local, as placas começaram a absorver toda a umidade que passava pelo rejunte. Quando percebemos o tamanho da dor de cabeça, a laje já estava perdendo a cola entre as lascas da placa, perdendo todas as propriedades de proteção, dando mofo e inúmeras patologias.

Assim que começamos a Imersão, a laje estava oca, as pessoas andavam e os pisos começaram a soltar e rachar. Resumo da história: precisamos abrir toda a laje para consertá-la.

Então, qual é a fórmula certa para usar na laje e fazer com que o piso cerâmico não solte e que possa ser lavado sem ter problema nenhum?

Leia também:

O segredo da instalação de piso em lajes de steel frame

Cuidado 1: Espessura da placa OSB

O primeiro ponto é: trabalhe com a OSB da espessura correta, se você trabalhar com OSB de 15mm de espessura, você tem que trabalhar com a treliça, o sistema ou a viga a cada 40 cm, de eixo a eixo. Se você for trabalhar com ela mais espaçada você vai ter que ir pro OSB de 18 mm. 

Outra dica importante é sempre procurar placas OSB com encaixe macho e fêmea porque as bordas da placa travam movimentos e vibrações ao andar por cima delas. Se a borda não estiver travada, a placa vibra e, consequentemente, o piso soltará em pouco tempo. E isso acontece mesmo com as placas bem parafusadas na estrutura.

Cuidado 2: Não esquecer de colocar lona terreiro

Segundo ponto: na hora de colocar o piso cerâmico (no caso das lajes secas), não esqueça de usar uma lona terreiro de pelo menos 200 micras e que normalmente é usada em fundações radier. E então, apenas depois de cobrir toda a extensão das placas e proteger a placa OSB, você vai colocar a placa cimentícia com espessura de, no mínimo, 8 mm a no máximo 10 mm e só então vai assentar os pisos com uma massa tipo ACIII.

Cuidado 2: Fixação das placas nas lajes de steel frame

Outra dica fundamental é que a placa cimentícia não pode ser fixada apenas na placa OSB, mas sim transpassar a OSB e ser fixada no aço. Para isso, você pode usar comprimentos de parafusos diferentes como, por exemplo, um parafuso com 32 mm de comprimento que prenda apenas a placa OSB na estrutura e outro parafuso com 45 mm de comprimento que prenda a cimentícia por cima da OSB no aço. E a mesma coisa: placa cimentícia fixada com parafusos a cada 20 cm e descasando as juntas.

Uma dica de ouro que você pode seguir nas suas obras é colocar a placa OSB em um sentido e a placa cimentícia em outro para criar uma amarração pesada e bem feita. Desta forma, você terá um piso extremamente rígido e que, apesar de ter placa e uma estrutura articulada, vai segurar toda e qualquer vibração.

E a última coisa extremamente importante é que se você não trabalhar com uma argamassa flexível como a ACIII, apesar de ter feito as lajes de steel frame firmes, toda a estrutura sempre terá microvibrações e, depois de um tempo, começa a soltar mesmo assim. Anote, porque esse tipo de argamassa você é obrigado a usar em toda a obra, seja no piso, na parede, no teto ou até mesmo na fachada.

Me siga nas redes sociais: