Saiba como escolher o melhor tipo de laje para seu projeto de steel frame

Saiba como escolher o melhor tipo de laje para seu projeto de steel frame

Muitas pessoas têm receio de executar um projeto de steel frame com dois ou mais andares pelo medo de achar que a laje ou o piso superior terão barulhos e falta de isolamento acústico entre um andar e outro. Porém, para quem conhece o sistema sabe que não é bem assim que funciona e nesse artigo explicarei um pouco mais sobre esse assunto tão importante.

Conheça os 3 tipos de lajes em um projeto de steel frame

Assim como em diversos apartamentos de alvenaria, o barulho de outras pessoas andando no andar de cima pode gerar incômodo para quem vive no piso inferior, ou também pode ser que não haja problema algum com os ruídos sonoros e não gere estresse. 

No steel frame existem 3 tipos de lajes e qualquer uma delas pode ser usada em projetos de acordo com o nível de isolamento acústico desejado e orçamento final do cliente.

Laje seca: a mais em conta e mais leve de um projeto de steel frame

A laje seca é a mais famosa no mercado da construção a seco, justamente pelo fato de não ter água na sua execução. Esse tipo de laje é feito com placas OSB de 15 mm ou 18 mm ou painel wall ou painel mezanino (sanduíche de cimentícia com OSB) de 23 mm ou 40 mm.

Uma das vantagens desse tipo de laje é que ela é a mais barata dentre as três opções existentes, é a mais leve e a mais rápida de ser executada. Porém, a desvantagem é que ela pode gerar alguns ruídos de “toc-toc” ou rangidos no piso de baixo ao andar se não for feita de modo correto. O som não é tão grave quando comparado ao de alguns imóveis feitos de alvenaria onde é possível ouvir cada passo do vizinho, porém muitas pessoas sentem incômodo.

O resumo da história é que você só deve optar por esse tipo de laje caso o seu cliente não sinta desconforto com alguns sons no andar de cima, se ele deseja uma solução de baixo custo e com rápida execução ou se a mão de obra souber fazer com perfeição a instalação para que não haja ruídos e rangidos e o cliente fique satisfeito com a qualidade e a agilidade. 

Além disso, esse tipo de laje não pode levar alguns tipos de pisos. Justamente por ser “seca”, pisos como cerâmicas ou outros tipos que levem cimento, água e massa para ficarem presos ao chão não podem e nem devem ser instalados.

Uma característica da placa OSB é que ela não pode receber umidade, senão estraga facilmente. Por isso, o mais indicado é que sejam instalados pisos como carpete, vinílicos, laminados de madeira, assoalhos, tábuas corridas entre outros.

Outro ponto importante é que em áreas úmidas como banheiros e áreas de serviço, o tipo de laje seja um que pode receber umidade e pisos cerâmicos, já que o box receberá água a cada banho e se houver infiltrações, não ocorrerão problemas tão sérios no piso.

Laje mista: a opção meio a meio da construção a seco

A laje mista é o meio termo entre dois tipos de laje: a seca e a úmida. 

Esse tipo de laje só se diferencia da laje seca porque em sua execução são usados uma lona terreiro e um contrapiso com malha de aço de 3 a 4 cm no máximo. Esse contrapiso é como uma “farofinha” de cimento e areia e a lona é usada justamente para que a umidade desses materiais não entre em contato com a placa OSB.

Nesse tipo de laje já podem ser usados pisos cerâmicos, carpetes, vinílicos, laminados de madeira, assoalhos, tábuas corridas, porcelanato e outros tipos que podem ser definidos no projeto de steel frame.

Laje úmida: a famosa da alvenaria usada em projeto de steel frame

Assim como na alvenaria, a laje úmida é feita com concreto. E para fazer esse tipo de laje no steel frame são usadas formas feitas com sobras de perfis de drywall e steel frame (ou com perfis que possuem avarias e não poderão ser usados em obras) criando um concreto de no máximo 5 cm.

Para esse tipo de laje podem ser usados quaisquer tipos de pisos.

Cada tipo de laje possui um índice vibracional específico que irá influenciar o isolamento acústico, e, para isso, contratar um projetista para definir a melhor solução para o projeto de steel frame é o ideal. Porque em lajes secas, vai haver alguma presença de barulho, por mínimo que seja, a laje mista já vai haver menos e a laje úmida não terá nenhum ruído, já que é a mais indicada para desempenho acústico.

Não defina isso sozinho! Porque apesar de o isolamento acústico da laje úmida ser 100% eficaz, esse tipo de laje com concreto é muito mais pesado e necessitará de um reforço muito maior na estrutura. Enquanto uma laje seca pesa 25 Kg/m² a laje úmida poderá chegar até 125 Kg/m², levando a um gasto maior de aço na obra.

Você também pode se interessar por esses conteúdos:

O segundo tema mais polêmico quando o assunto é obra de steel frame é sobre a capacidade do sistema de alcançar ou não grandes vãos livres. Apesar de muitas pessoas acharem que o sistema não possibilita a construção de vãos, o steel frame consegue criar soluções estruturais para diversos tipos de obras, permitindo que sejam feitos vãos de até 32 m.

Usar o steel frame para construir expansões pode ser uma das opções mais rápidas quando o assunto é obra. Nesse artigo darei alguns detalhes e dicas importantes para mostrar que é possível construir um segundo andar de steel frame em uma casa de alvenaria já existente, usando apenas o steel frame como solução.

Continue lendo >

No steel frame existem diferentes soluções de sistemas de laje, como: laje treliçada, laje com perfil simples, laje com perfil composto e laje com sistema box.  O que é que determina o tipo de laje a ser usada?

É sempre o tamanho do vão e o carregamento que ficará em cima dele. Quando falamos de carregamento estamos lidando com a questão da sobrecarga, a utilização.

Continue lendo >

Receba dicas e novidades da Dama direto no seu whatsapp!